Jalapão

 

 

JALAPÃO - TO

 

PAISAGENS - IMPRESSÕES SENSORIAIS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sexta feira na estrada, saindo de Palmas, uma longa e avermelhada estrada e os olhos hipnotizados no horizonte. Horizonte feito de céu e vasta planura de chão batido vermelho, como que a mais perfeita tábua-rasa para as majestosas MESAS que começam a surgir. Contraste de tirar o fôlego. E sim, com letra maiúscula esses misteriosos Chapadões, Tabuleiros com quase 800m de altura.

 

Porém a surpresa maior ainda estava por vir. De um lado víamos a enorme bola de fogo laranja do sol se deitando no horizonte quando dali a pouco, na outra ponta, outra enorme bola alaranjada cortando céu acima. Uma enorme lua cheia como que nascendo do chão do deserto. Dois sóis. Um inesquecível presente do horizonte. Numa fresta do tempo se viram Oriente e Ocidente, Sol e Lua. E nenhuma foto para mostrar a vocês. Uma paragem impressionadora, como diria Euclides da Cunha.

 

Essas são as magias desse peculiar deserto, um árido que também é riquíssimo em águas. Deserto-oásis. Muitas nascentes e muitas das suas águas cristalinas, límpidas e que nos fazem flutuar. É sempre uma experiência mágica mergulhar nesses lugares de brota d'água. E a paisagem com sua vegetação rasteira e seca é muitas vezes entremeada por doces veredas de buritis. E como em um cartão postal, numa determinada região essas veredas são moldadas por típicas dunas de deserto e cortadas por um caudaloso rio da mesma cor, de pele alaranjada. Num plano mais ao fundo, ali também estão Elas, as Mesas. O tempo todo você ficará envolto por esses cenários.

 

Para mim, particularmente, ir ao Jalapão guardou um outro mistério que senti logo quando cheguei ao vilarejo de Mateiros. A cidade mais oriental do Tocantins. Ali já é quase divisa com Piauí e Maranhão. Ai, que vontade de adentrar o Sertão e desaguar nos deltas de areia do Norte do Brasil. Fica aqui registrado o vislumbre de um próximo roteiro.

COMO CHEGAR

 

- Da capital Palmas/TO, são dois os caminhos para se ir até Mateiros, o município mais à leste do Parque Estadual e que comporta algumas das opções de hospedagem. Pelo norte, passando pela cidade de Novo Acordo a estrada tem aproximadamente 400km e na sua maior parte é de terra. Mais ao sul, passando por Ponte Alta, tem aproximadamente 360km e também sua maior parte é de terra e em condições bem inóspitas. É realmente necessário um carro 4x4 se você deseja se aventurar com independência pelo Jalapão. Digo isso por experiência própria, pois estava hospedada em Palmas e tentando arrumar esquemas alternativos para chegar até Mateiros e conhecer a região de forma autônoma. Tarefa nada simples. Inclusive porque quando se chega a Mateiros as distâncias entre os principais pontos turísticos são grandes e com pouquíssima opção de condução. Ou seja, se organize um pouco melhor quando chegar em Palmas, caso você não esteja de carro, contatando um guia ou agência se você achar necessário.

 

O ideal também é você organizar o trajeto da sua estrada de forma que você dê a volta no Parque, ou seja, você pode ir via Novo Acordo e voltar por Ponte Alta, assim você não perde nenhuma das principais atrações do Jalapão.

 

Não existem linhas de ônibus convencionais que cheguem até Mateiros (somente para Novo Acordo ou Ponte Alta), porém tem uma linha de van/ônibus  que faz o trajeto duas vezes por semana, sempre pela estrada que passa por Novo Acordo e São Félix, atendendo assim a comunidade local (informações na Coopertato). Se você está mochilando e essa for sua opção, esteja preparado para uma viagem longa, leve água, repelente e lanchinho. Lembrando que é sempre uma oportunidade para você conhecer mais de perto as pessoas que moram nos povoados da região e suas estórias, afinal o brasileiro é, em geral, um povo conversador.

 

Maiores informações sobre a região, como chegar e atrativos naturais, dê uma olhada no link http://jalapao.to.gov.br/atrativos/74

 

DICAS PESSOAIS

 

- Quando estive em Mateiros conheci o guia Genival,  super preparado que conhece bem a região, seus moradores e com um incrível bom humor. Ele mora em Palmas, tem veículo 4x4 e pode te ajudar na organização da sua expedição até o Jalapão. Seus contatos: tel. (63) (9)9283-2545 ou e-mail genivaltur@bol.com.br

 

- Tive a oportunidade também de conhecer a jornalista Flávia Quirino que mora em Palmas, muito atuante no Jalapão e que com certeza pode contribuir com uma visão mais acurada da região, sua cultura, políticas e problemáticas. Seu email:  flaviaquirino@gmail.com

 

- Para se hospedar um Mateiros procure a Pousada Buritis: tel. (63) 3534-1139, email: pousadaburitisdojalapao@gmail.com . Ou bem no centro da cidade tem a Pousada da Dona Bibi: tel. (63) 3534-1071. Mateiros é um vilarejo muito pequeno, simples, chão batido e com poucas opções para hospedagens e refeições, portanto é bom dar uma checada antes de ir.

 

- Se você se interessar por uma expedição mais descolada dê uma olhada no site da Korubo, www.korubo.com.br , e veja a proposta deles unindo conforto, safari e acampamento ecológico.

 

- A região do Jalapão é muito conhecida também por seu artesanato a partir do capim dourado, com uma proposta de manejo comunitário sustentável. Você vai encontrar uma das associações do capim dourado visitando o povoado de Mumbuca, a 32 km de Mateiros. Para saber mais sobre este projeto dê uma olhada no site da ONG Pequi- Pesquisa e Conservação do Cerrado, http://www.pequi.org.br/capim.html

 

- E se você também for um curioso dos habitantes das matas e vive procurando pegadas nas suas trilhas, dê uma olhada nesse link do IPAM. Lembrando que você está no Estado do Tocantins e que na sua porção mais ao norte (e à oeste) já é uma porta de entrada para a Amazônia. Confira: http://www.ipam.org.br/saiba-mais/Identificando-mamiferos-Pegadas/10

 

 

13cachoeiravelha.JPG
1tabuleiros.JPG
2serraespsanto.JPG
3tabuleiros.JPG
4dunasveredas.JPG
5dunas.JPG
6dunas.JPG
7dunas.JPG
8dunas.JPG
9rioformiga.JPG
10nascenteferved.JPG
11nascenteferved.JPG
12mumbucacapimd.JPG
14estrada2.JPG
15estrada1.JPG
16formaçãoroch.JPG
18formaçãorochosa.JPG
17formaçãoroch.JPG
19carcara.JPG
20pegada.JPG
21pegada2seria.png
22mapaparque.JPG

© CACTUS - Relatos de Viagens e Expedições Sensoriais. Todos os direitos reservados. +55 (35) 99214279 | viagenscactus@gmail.com

Copyright Ana Cláudia Ventura 2014 - Para qualquer uso das imagens do site, favor entrar em contato.          design | Felipe Pletz

15estrada1.JPG